domingo, 29 de maio de 2011

Mente vazia, que pena!

Eu e minha pena...
Mãos frias, tremulas.
Minha pena sem tinta,
Minha mente vazia.
Nada a escrever...
Envolvida em pensamentos,
Só penso em você.
Tornaste o meu ser,
Triste e dividido.
Transformada em arte,
Minha vida se esvaiu.
Me sinto tua musa,
Pura inspiração.
Onde você esta sempre,
Rabiscando, mudando...
Fazendo rascunhos.
Tentando resumir,
O pouco que restou,
Do nosso amor.
De nossas vidas,
E que você...
Não quis assumir,
Preferiu fugir,
Se esconder.
Estou aqui...
Sozinha
Vazia
Oca!

Simone Martins - 29/05/2011

A Partida...

"Me aguardem, eu volto!"

"Partirei por uma semana...Viajarei com marido e filhos, mas desde ja, deixo aqui as minhas saudades de todos voces: meus seguidores...
Eu vou, mas eu volto...
Se por la, existir uma lan house, e a saudade apertar, dou uma escapadinha para poder teclar e visitar voces...
Sei que vou me divertir, mas tenho amado muito, estar aqui...
Me considero uma blogueira feliz e viciada em visitar meus amigos blogueiros...
Desde ja, deixo um "BJIN" para todos voces!
Fiquem com DEUS!"

Simone Martins

No aconchego: escrevo


"Sozinha no aconchego de tuas escritas e no prazer de escrever"


Nessa noite fria,
Lendo tuas poesias.
No aconchego, me aqueço.
Nesse exato momento,
Trago e me embriago,
Com tuas palavras,
Expostas e soltas,
Com total liberdade.
Que felicidade!
Como suaves melodias,
Num ritmo que aquece.
Estão bem acompanhadas,
De uma xícara,
De chocolate quente.
Debaixo das cobertas,
Lei e releio, teus rabiscos.
E junto a minha pena,
Vou resenhando, rabiscando.
Novos escritos me remetem,
Á um poema teu...

Simone Martins - 29/05/2011

Foto: GOOGLE: http://1.bp.blogspot.com/-IRcSlJrxOqA/TeJ_uPCoIRI/AAAAAAAAAaM/i9ZVZm65eyU/s200/escrever.jpg

sábado, 28 de maio de 2011

Vivendo no carcere do Amor


 
" Sinto-me presa ao teu amor, assim como o pássaro esta preso em teu cárcere (gaiola). Como podes prender a vida desse pobre bichinho e ainda assim sentir-se feliz com o teu canto triste, infeliz? Sinto-me assim, presa as tuas vontades, aos teus desejos, as tuas ambições...Já não consigo mais cantar, pois quando tirastes a minha liberdade, também tirastes a minha vontade...Não te pedi a eternidade, nem pedi ser parte de tua vida, apenas o que eu queria: era que você me entendesse, me amasse do jeito que sou, que não tentasse me mudar...Mas não, você me quis respirando o teu ar, gostando dos teus gostos, vivendo os teus momentos...Tudo isso me levou a fugir, pois mesmo te amando, não consigo fingir, não consigo viver tua vida!...Me liberte! Me deixe viver enquanto é tempo. Me deixe seguir adiante e sem sofrimento...Me deixe simplesmente..." 

Simone Martins - 28/05/2011

sexta-feira, 27 de maio de 2011

Amar, simplesmente o amor!

"Olho nos olhos...respiração ofegante, terminando num simples beijo"

 Amar: é entregar-se de corpo e alma ao teu amor,
Que seja eterno enquanto dure, e se não durar...
Saber, que mesmo assim, a vida continua.
Amor é uma palavra muito forte, constante,
Não devendo servir de  referencia,
A qualquer sentimento banal, casual.
Tem que se afirmar e não duvidar...
Tem que sair de dentro pra fora,
Tem que ser de corpo e alma,
Sair do fundo do coração...do âmago!
Não simplesmente ser declamado,
Como simples palavra de dicionário.
Não significar uma palavra apenas,
Ser expressado com gestos e atos reais...
Enfim, amar, sentir o amor de todo jeito!
Tem que estar acima da razão,
Sem nunca, perder a razão!
É isso, que penso do amor...

Simone Martins - 10/05/2011

Foto: GOOGLE- http://2.bp.blogspot.com/-tYIiKEPKVZY/TeBemjT9PQI/AAAAAAAAAaA/9wj48fLwlZA/s320/amar-7467.jpg

Alegria de viver!

"Quero viver em tua alegria, para que eu possa ter, alguma alegria!"

Quero ser candidata a vaga da alegria!
Depois de um domingo triste,
Quero delirar, sorrir e cantar!
Dançar junto de ti, sem jamais sofrer.
 Que a alegria nos invada a alma.
Que cada parte de nossos corpos,
Se encontrem numa nova dança.
Que possamos nos unir,
Em um único movimento.
  E que tudo nos contagie,
A tal ponto de:
  Nos transformarmos, em um único ser!
Que toda essa  alegria,
 Possa se alastrar por todo  Universo ,
 Conseguindo despertar os corações,
 Mais tristes e solitários, desanimados!
 Depois no próximo, fim de semana,
Que venham outros momentos,
Felizes e, de muitos risos.
 Afinal, depois de um domingo fatídico,
 Triste e melancolico,
Merecemos essas tantas alegrias...

Simone Martins - 27/05/2011


PS: Clarice Lispector minha idolatrada mentora, através de ti, me contagio e me inspiro para escrever tudo que sinto, tudo que me da prazer!"
Foto: GOOGLE- http://3.bp.blogspot.com/-AdRmqKhhCrI/TeBYWlOFtKI/AAAAAAAAAZ8/kGAzZWpvFLI/s1600/alegria.jpg

Resposta da Poetisa!


A minha ausência,
Te causa tristeza,
Te causa angustia...
Te deixa na incerteza,
Se por alguns instantes,
Quiseras a minha presença!
Quando me conhecestes,
Me achastes adoravel, atraente!
De tal forma e tal jeito,
Que entrei em teus devaneios.
Da forma pela qual,
Fiquei totalmente,
Entregue a ti e as tuas palavras.
Mas passou-se um tempo...
E tuas palavras, as vezes,
Te deixavam na duvida.
Aqui então te digo:
Escuta-me Poeta...
Desculpe pela minha
Presença!
Talvez seja melhor,
Que tu convivas,
Com minha ausência!
Haja então a ruptura,
E na dissolução desse trato,
Permito-lhe que quebre e rasgue,
Minha pintura, minha imagem,
Desenhada e rabiscada por ti,
E apagada hoje... na Moldura!

Simone Martins - 26/05/2011

Foto: GOOGLE- http://2.bp.blogspot.com/-9ADl98bIoLM/Td8UqNDeB8I/AAAAAAAAAZ4/2BPhgCEGdKU/s200/FotoFlexer_Photo.jpg

quinta-feira, 19 de maio de 2011

O poeta...teus rabiscos - Parte II


"Na moldura tu me olhas e sinto-a distante, fria!"

Riscando,
Rabiscando,
Trago-a de volta.
Em meus poemas de amor,
Te guardo em segredo,
Dentro do meu peito.
Mas é tao forte o sentimento,
Que revelo,não consigo ocultar.
Te risco como arte,
Te envolvo na moldura.
Te prendo em minha mente,
Pois virastes minha loucura!
Não durmo,
Não como,
Não Vivo!
Tua imagem na moldura,
Tornou-se meu tormento.
Minha real...loucura!
Sem nenhum entendimento.

Simone Martins - 19/05/2011

O poeta...teus rabiscos!

"Desenhar-te foi fácil, tirar-te do coração...sei não"

Um dia, o poeta se apaixonou,
  Pela moça de tuas escritas.
Tentou torna-la realidade,
  Em teus rabiscos,
   Em teus riscos,
    Ele pinta,
     Resenha,
      Desenha.
Sua amada cria vida!
  E em tua vida, se anuncia.
   Se instala,
    Se infiltra.
 O poeta louco de amor,
     Sofre e escreve sua partida...
       Em teus riscos,
        Teus rabiscos,
         Apaga tua criação.
Extirpou-a de teu coração!
 Essa moça que um dia,
  O poeta enlouquecido,
    Inventou e...Amou!

Simone Martins - 19/05/2011

Menina Moça


5ª Edição: IMAGEM
PROJETO: SUAS PALAVRAS

"Adoro ficar aqui, entre a minha infância e o ter que crescer!"


Sou menina...
Sou menina-moça!
Sentada em meu balanço,
Vejo a vida passando.
Não estou brincando,
Não estou me divertindo.
Apenas vendo a vida passar,
Sentada em uma balança!
Fico quieta, em silencio.
Tento decifrar meu momento.
Sozinha sentada aqui...
Tento minha vida, reconstruir!
Tento decifrar esse momento.
Quieta e isolada por um instante,
Consigo refletir e compreender.
Minha vida esta mudando...
Tenho muito ainda, o que aprender!
Sentada na balança sozinha e quieta,
Mês questiono o que eu quero,
Quem sabe deixar de ser criança,
Para me tornar uma...Menina Moça!

Simone Martins - 19/05/2011

segunda-feira, 16 de maio de 2011

Palavras soltas em devaneios


"As palavras voam, como borboletas sem rumo!"

Sinto falta de ti,
Nas horas em que escrevo.
Estou escrevendo há horas,
E as palavras voam com o vento.
Estou sem nenhuma inspiração.
Bate fraco meu coração,
Por que aqui nao ti tenho!
Apenas sinto muito,
Que não sentes o mesmo,
Não estou em teus pensamentos,
Mas te sinto e te respiro...
Nos meus devaneios,
Em meus delírios,
O dia inteiro!

Simone
16/05/2011

Foto: GOOGLE-http://3.bp.blogspot.com/-MMfRHtUxni8/TdHcKFGm3HI/AAAAAAAAAYM/5dD-qmFE-3w/s200/KISSES.jpg

Um abraço carinhoso, amigo!

Projeto: Suas Palavras
5ª Edição: Sentimentos - CARINHO
"Um abraço de amigo com sinceridade, dura uma eternidade!"

Eu queria tanto poder abraçar um amigo.
Deitar sua cabeça em meu colo e cantar baixinho,
Canções de ninar que o façam dormir e descansar.
Fazer cafune passando meus dedos por entre seus cabelos.
Fechar-lhe os olhos com carinho para que não me olhes,
Pois meu olhar triste e de acalento pode te entristecer.
Sinto uma enorme vontade de abraça-lo e protege-lo.
Mas o tempo não chegou para nos num momento certo,
Estamos muito distantes um do outro para nos unirmos.
Nossa amizade é pura, sincera mas apenas por alguns segundos,
Depois cada qual vai seguir seu caminho sem olhar para trás.
E nossos carinhos ficam somente na memoria, nas lembranças!
Ah, meu amigo de horas marcadas com o destino,
Quantas vezes senti vontade de procura-lo para dizer:
Que talvez em outra encarnação eu conheci você!
E que agora, nessa nova vida cheia de turbulências e desencontros,
Descobri que podíamos quem sabe ter sido...grandes amigos!
Mas assim mesmo eu me sinto feliz em te-lo por perto.
E sei que se precisar de um abraço forte, porem, suave e carinhoso,
Poderei bater em sua porta, chama-lo e ganhar o meu abraço.
Cada vez que nos abraçamos sinto uma enorme vontade de não solta-lo,
Mas a hora que nunca é certa, nos separa e nos manda cada qual para o seu lado.
Meu amigo dos abraços confortantes, conflitantes e duradouro.
Estarei sempre por perto para ampara-lo caso precise de um abraço meu!
Não tenha medo...não tenha receio, pois se precisares e só me chamar...
Durmo agora tranquila e serena...pois em pensamento consegui te visualizar,
Dando-me aquele abraço coladinho, carinhosos em meu coração .
Que DEUS o abençoe e conserve seu jeitinho meigo, doce e carinhoso,
Pois se um dia... perder seus abraços...me sentirei perdida em minha solidão!


Simone Martins - 16/05/2011

Foto: GOOGLE- http://3.bp.blogspot.com/-IpfxAMKGNmY/TcNt_6yWiTI/AAAAAAAAAUs/PKwGQpYujtU/s200/desenhomassa.jpg 

Faltou inspiração...

"As vezes, a solidão nos enlouquece...esquecemos quem somos!"
Estou triste,
Chateada,
Brava!
Estou meio assim...
Sem graça,
Sem jeito
Sofrendo!
A noite me engana,
Me traz a escuridão,
A chuva e o trovão!

Mas não me traz você,
Doce ilusão,
Minha inspiração,
Meu amanhecer!

Minha solidão!
Simone Martins - 16/05/2011

sexta-feira, 13 de maio de 2011

Eu e a solidão


"Escuridão, solidão e a paixão: se foi..."


Noite escura...
Um quarto vazio,
Silencio la fora.

Sinto um vazio,
No meu coração!
Dentro do peito,
A dor me assola.

Minha Alma,
Vazia também está.
Que sozinha,
Não se acalma!

Solidão companheira,
Ao meu lado se instala,
E muito, me atormenta!

Simone Martins - 13/05/2011

Eu parto, com o coração partido!



"Eu vou, mas um dia, eu volto...peço que me espere!"


Meu desejo é partir,  me mudar, ir para bem longe!
Quem sabe me encontrar, me reencontrar.
Tentar te amar como se fosse a primeira vez.
Guardarei o sabor dos teus beijos, teus labios.
Em meu corpo levarei o calor dos teus afagos.
Existirão apenas, em meus pensamentos. No passado.
Como se fossem momentos reais, verdadeiros,
De tal forma, que sentirei ao meu lado: tua alma
Quero sair pelo mundo e realizar os  meus sonhos.
E a cada sonho realizado, estarei pensando em ti.
Tu serás minha inspiração e, quem sabe talvez,
Um dia quando eu resolver voltar aqui,
Possamos recomeçar, retomar nossas vidas.
Partirei hoje, mas antes, irei te olhar mais uma vez,
Quero comigo levar tua imagem, tua felicidade.
Digo: sou o que sou e não estou mentindo.
Não tenho ciumes e nem nunca tive.
Não me oculto e nem me revelo,
Apenas sigo o que manda meu destino.
Não queira me culpar por teus devaneios,
Teus erros, tuas omissões para comigo.
Estou partindo nesse exato momento,
Coração vazio...coração ferido!
Mas saiba que, um dia voltarei.
E retomarei meu lugar ao teu lado.
Pois minha vida, ligada a  tua está.
E nenhum sofrimento será em vão!
Parto agora com o peito doido,
Mas volto qualquer dia, quem sabe noutro ano.
Mas deixo para ti, meu ultimo beijo, meu ultimo desejo,
Pois o amor que sinto por ti...é mais forte do que eu!

Simone Martins - 13/05/2011

Sou o que sou...


"Atras de meu sorriso, existe: um alguem muito triste"

"Boa noite...amo palhaços...somos todos palhaços, escondendo nossos sentimentos por detrás da maquiagem, tentando, querendo ser feliz a custa de nossas palhaçadas e peripécias, somos todos palhaços no palco da vida, tentando achar uma saída para encontrar o amor, somos todos palhaços, marionetes e trapezistas, querendo equilibrar nossas vidas através do equlibrio das emoções, somos sempre palhaços, usando ou não mascaras, mas sempre dando boas gargalhadas...e assim que me sinto, um palhaço tentando ser engraçado no picadeiro do destino, sempre fazendo malabares e contornando meus caminhos...sou o que sou, palhaço sedutor, encantador, tentando te ganhar no jogo da vida, ou quem sabe, tentando te atrasar e te driblar de novo...sou palhaço, ser humano e dai? Sou um eterno aprendiz..."

*As vezes, me empolgo em meus comentarios e sai isso ai em cima...rsrs

Simone Martins - 13/05/2011

quinta-feira, 12 de maio de 2011

Meu retorno sem voce



Tudo aqui cheira a mofo
A tristeza e solidão
Fui embora muito moço
Com o coração na mão
Sozinho e magoado
Fui embora de vez
Já faz tempo
Estou de volta
Outro homem me tornei
Vou recuperar agora
Tudo aquilo, que deixei
Só o teu amor
Não quero mais
Estou feliz sozinho
E a paz eu conquistei!

Simone Martins - 12/05/2011

quarta-feira, 11 de maio de 2011

Preciso escrever...


"Preciso ver-te, hoje e sempre!"

Quero escrever-te...
Para descrever-te.
Falar desse dom,
Que me encanta!

Queria ver-te,
Poder entreter-te.
E quem sabe...
Emudecer!

Nada farei.
Mas teu olhar,
Nao temerei.

Se acaso resolver,
Tente me encontrar.
E sem perceber,
O amor retomar!

Como descrever-te,
Nao sei...nada sei.
Apenas devo reescrever,
O que ja sei!

Simone Martins - 11/05/2011

Foto: GOOGLE- http://1.bp.blogspot.com/-7dwuavQUMAw/Tcsw3HeZHKI/AAAAAAAAAXI/JxUBShox2Rs/s200/20110108151115368.jpg
Diante de ti,

Retalhando versos...


"Esse blog. eu recomendo...adoro visitar e me impressionar!"
"...e la vem ela: a menina dos retalhos, corta e recorta... dessa vez, o amor, no seu mais simples, singelo modo de expressão...Recortou e colou tão bem, que sem formas o amor ficou...Recortou e colou tão mal, que num lindo mosaico se transformou...Quer ve-lo pronto? Vá visita-la em seu blog... Uma menina que, enquanto brinca, nos encanta com teus retalhos...As vezes, bem singelos...outras vezes, bem marcantes e, por vezes, intrigantes...Mas sempre, segue seus posts.: recortando, remendando e reformando...construindo, reconstruindo... Sempre formando novos textos, sempre nos impressionando...Lindo!"

terça-feira, 10 de maio de 2011

Noite Fria...sozinha

"Noite fria, cadê você?"
Noite fria...
Coração Vazio
Tu estas longe

Noite fria...
Estou perdida.
Em meus sonhos,
Quero revê-lo!

Noite fria...
Onde esta você?
Que agonia no peito,
Preciso urgente te-lo!

Noite fria...
Escuridão la fora,
Aqui sinto-me sozinha,
Solidão me assola!

Sinto saudades...
De tuas visitas,
Noite Fria...
Sozinha!

Simone Martins - 11/05/2011

Mae Eu Te Amo!

59ª edição opinativa -A razão por eu existir
Projeto Bloinquês


"Mulher sábia, de fibra, que esculpiu tua vida, com as alegrias de tuas crias!"


Após ler em um blog., que as mães são jardineiras, lembrei-me da minha mãe: era artista, fazia bonecas com casca de melancia...fazia bonecas de panos com a camisa velha do papai... fazia carrinhos com rodinhas de pasta de dente e copos de danone...Mae artista, esculpia tua vida com as alegrias de teus filhos...Me emocionei e lembrei, também era Malabarista, onde equilibrava o orçamento da casa inventando, todo dia, uma nova brincadeira, usando a comida. Misturava o que tinha na geladeira e dava nomes bem engraçados e, depois nos servia um á um, dizendo ser o Garçom...Mãe sábia, estava sempre contando historias inventadas por ela, para que nunca percebêssemos, o quanto éramos pobres...Mãe amiga; professora, mesmo não tendo estudado muito, fazia o possível para nos ajudar com as tarefas...Mãe chinesa, virava fera quando preciso, para defender suas crias...Nossa! Precisei crescer e relembrar de tantos momentos para perceber o quanto minha Mãe era, 1001 utilidades...Mãe doutora, medica...sempre correndo de noite ou de dia, sempre curando nossas feridas...Mãe e tão somente, Mãe Mulher: um ser humano de carne e osso, que eu tenho orgulho de ser filha e digamos de passagem: sou igualzinha á ela! Mãe de coração imenso, sempre abrigando mais um, sempre sorrindo e enfrentando os problemas com alma pura, sem maldade ou enganos...Tantas lembranças me fizeram chorar, mas não de tristeza, mas de poder dizer ou quem sabe gritar:  MÃE EU AMO VOCÊ!

"Desejo a todas as mulheres que são: MÃES, ou possuem suas mães ainda nesse mundo ou não...
"UM FELIZ DIA DAS MÃES!"

Simone Martins

Eu preciso de ti

"Eu  preciso que você fique aqui"
Tu veio para ficar...
Mas insiste em partir.
Sente-se!

Ajeite-se,
Acomode-se,
Ainda é cedo.

Deixe para mais tarde,
Tudo que tens pra falar.
Pois o dia já vai indo,
E eu preciso te olhar!


Me olhe dentro dos olhos.
Me deixe também, te olhar.
Eu quero ter você por perto,
Mesmo não querendo me Amar!


(Simone Martins)
10/05/2011

Tu estas aqui!

"Do lado de cá...eu te percebo!"

Tu vives em mim...
Tu respira meu ar,
Mas não percebes!

Falamos a mesma língua...
Exalamos os mesmos cheiros,
Mas tu não percebes!

Ouvimos e escrevemos,
De um tudo, igual!
Mas tu sempre teimoso,
Fingi não perceber!

Mesmo assim eu te digo:
Mesmo tu, não me percebendo,
Eu te sinto, te exalo e...
Eu sempre te percebo!

(Simone Martins)
10/05/2011

domingo, 8 de maio de 2011

A mêrce da situação!

23ª Edição: Roteiro
Projeto Bloinquês

Você tem que nos explicar essa cena em detalhes. Porque ela está tirando o óculos dele? Porque ele está um pouco machucado? Onde eles estão? Eles são amigos, irmãos, namorados... o que eles são? Quais seus nomes? Sua função é absorver os detalhes, e nos contar a sua interpretação.


Paulo combinara uma briga com o garoto "mais popular" da Escola. Seria no fim da aula, dentro no terreno baldio na esquina da rua, onde havia um vasto milharal. Lá ninguém os veria e poderiam brigar sem interrupções. 
Tudo começou quando, Carlos e alguns amigos, pegaram um skate do garoto popular da escola, para fazerem uma brincadeira e o mesmo, não gostou. Juntou alguns rapazes de sua turma, e ficaram a espreita até que Carlos saísse da escola. O garoto popular e seus amigos, não foram perguntando nada, simplesmente foram dando socos e pontapés em Carlos. Seus amigos apanharam pouco, mas conseguiram sair correndo. Carlos por sua vez, ficou encolhido no chão protegendo seus óculos, que acabara de comprar. Precisava muito dos óculos e não podia deixar que o quebrassem. Apanhou muito e ficou com o rosto todo machucado, mas não conseguiram quebrar os óculos. O garoto e seus comparsas foram embora e deixaram-no ali, estendido no chão.
Maria era uma garota muito tímida, mas tinha um enorme carinho por Carlos, afinal, ele era o melhor amigo de seu irmão. Estava um pouco afastada, mas teve a chance de presenciar toda a cena de violência contra Carlos. Aproximou-se e ajudou-o a levantar. Ficaram de frente se observando e Carlos a reconheceu. Ficou meio sem graça, pois sabia que passara humilhação diante da tal garota.
Maria com um gesto carinhoso e tranquilo, retirou os óculos de Carlos e fitou-o bem no fundo de teus olhos. Foi um momento incrível, que Carlos e Maria jamais saberiam contar.
Carlos sentia-se grato, pelo carinho da irmã do amigo para com ele, mas não estava entendendo nada. Porque ela tiraria seus óculos? Porque ficaria fitando-o tão profundamente sem motivo algum? Queria respostas, mas não tinha coragem de perguntar.
Maria então, num ato de carinho e aconchego, encostou-se devagar em seu peito e ficou ali por um momento ate que seu coração, agora tão agitado, tranquilizasse.
Carlos não teve nenhuma reação. Ficou sem palavras e sem jeito com tal atitude, mas entendeu que: aquela garota sentia algo muito forte por ele, para reagir de tal forma. Quem sabe pena? Sim, porque não? De repente, ela viu toda a cena e sentiu dó dele, a ponto de querer consolá-lo. Ou será que apenas estava querendo brincar com sua cara? Carlos não conseguia entender. Mas gostou de ficar ali com aquela garota encostada a seu peito!
Maria por sua vez, gostou de ficar ali, aninhada em seu peito, imaginando que talvez, daquele gesto carinhoso  pudessem tornar-se, namorados...
A noite se aproximou, derramando sua escuridão sobre o casal que, por instantes, nem percebeu onde estavam ou o que faziam, tal era a aproximação de seus corpos. Tal era magico e envolvente a situação dos dois. Ficaram ali, assim: semi abraçados, semi namorados!

Simone Martins - 09/05/2011

Meu Amor sem voce

38ª edição poemas - E sem você o meu futuro terá perda total!.
Projeto Bloinquês

"Meu futuro sem voce,  tornou-se incerto"

Como uma idiota, fui te procurar,
Bati a tua porta querendo implorar!
Queria que tu saisses pra me ver
Porem, quem saiu, foi a outra!

Jamais senti tanta raiva
E vontade de gritar tanto
Deveras desconsolada
Virei-me e sai andando
 
Desci a rua, sem olhar pra traz.
Senti teu olhar me vigiando.
De uma forma bem vulgar,
Tua amante saiu gritando!
 
Chega de sofrer! Se humilhar!
Vou embora para bem longe,
Sem intenção nenhuma de voltar.
O futuro sem voce, será uma constante!
E sem voce, nao conseguirei Amar jamais!

Autoria: Simone Martins - 08/05/2011

Retornando...


"Retornar é sempre mais dificil!"

Breve visita.
Olhar no olhar...
Segurei tuas mãos,
Sussurrei...
-Vim! 
Vou ficar!!

(Simone Martins)
08/05/2011


sábado, 7 de maio de 2011

O amor chegou...



"Venha meu amor..sejamos felizes agora!"
 
É sempre assim...
O amor quando chega,
Nunca pede licença.
Vai se ajeitando,
Se aninhando,
Se encostando.
Quando damos por ele,
Já esta incrustado,
Já faz parte de nosso ser!
E fazer o que?
Se não podemos
Mandá-lo embora,
Melhor aceitá-lo.
Viver esse  momento!

Simone Martins - 07/05/2011

Sozinha na noite...

 
"Deixei os lençóis amassados, de tanto rolar na cama"


Sexta feira...
 Noite quente!
  Lua alta no céu,
   Coração ardente!
    Cadê você?
Sozinha...
 Olho o nada,
  Vejo o vazio.
   Solidão...
    Me consola
     Me acalenta!
Noite quente...
 Coração ardente!
  Pensamentos voam
   Brigam com a razão,
    E eu ainda pergunto:
     Cadê você?
Deito-me,
 Fecho os olhos
  Sem sono,
   Com insônia.
    Noite mal dormida! 
     Amanhã irei te ver...
Pois ainda, Amo Você!

Simone Martins - 07/05/2011
Foto: GOOGLE-http://1.bp.blogspot.com/-sSa5HqpmWCQ/TcS-BCjD7JI/AAAAAAAAAVU/hDd-qycjpCE/s200/images.jpg

sexta-feira, 6 de maio de 2011

MÃE, EU TE AMO!

59ª edição opinativa -A razão por eu existir
Projeto Bloinquês

"Mulher sábia, de fibra, que esculpiu tua vida, com as alegrias de tuas crias!"

Após ler em um blog., que as mães são jardineiras, lembrei-me da minha mãe: era artista, fazia bonecas com casca de melancia...fazia bonecas de panos com a camisa velha do papai... fazia carrinhos com rodinhas de pasta de dente e copos de danone...Mae artista, esculpia tua vida com as alegrias de teus filhos...Me emocionei e lembrei, também era Malabarista, onde equilibrava o orçamento da casa inventando, todo dia, uma nova brincadeira, usando a comida. Misturava o que tinha na geladeira e dava nomes bem engraçados e, depois nos servia um á um, dizendo ser o Garçom...Mãe sábia, estava sempre contando historias inventadas por ela, para que nunca percebêssemos, o quanto éramos pobres...Mãe amiga; professora, mesmo não tendo estudado muito, fazia o possível para nos ajudar com as tarefas...Mãe chinesa, virava fera quando preciso, para defender suas crias...Nossa! Precisei crescer e relembrar de tantos momentos para perceber o quanto minha Mãe era, 1001 utilidades...Mãe doutora, medica...sempre correndo de noite ou de dia, sempre curando nossas feridas...Mãe e tão somente, Mãe Mulher: um ser humano de carne e osso, que eu tenho orgulho de ser filha e digamos de passagem: sou igualzinha á ela! Mãe de coração imenso, sempre abrigando mais um, sempre sorrindo e enfrentando os problemas com alma pura, sem maldade ou enganos...Tantas lembranças me fizeram chorar, mas não de tristeza, mas de poder dizer ou quem sabe gritar:  MÃE EU AMO VOCÊ!

"Desejo a todas as mulheres que são: MÃES, ou possuem suas mães ainda nesse mundo ou não...
"UM FELIZ DIA DAS MÃES!"

Simone Martins

Feriado Prolongado...


22ª  Edição: Roteiro
Projeto Bloinquês

Esse casal está em um encontro normal? Isso foi um reencontro? Uma cena pós declaração de amor? Ou foi uma cena antiga, uma memória que o tempo ainda não apagou? Esse casal é desse país? Foi um amor de férias, que aconteceu em um país frio?


Canadá, hoje de manhã: "Ele acabou de me telefonar e disse que já estava aqui, bem pertinho de mim.
Estou com muito frio, mas colocarei roupas quentinhas e confortáveis para poder ir ao seu encontro. Eu sabia que Carlos não resistiria. Não ficaria esse feriado prolongado, longe de mim. Afinal, estamos namorando apenas a dois meses, e a saudade é intensa! La na faculdade onde esta estudando, é preciso ter passe livre para sair nos feriados e fins de semana. Carlos fez de um tudo para vir me encontrar. Agora, não posso decepcioná-lo, tenho que dar um jeito para vê-lo."
Após tomar um banho rápido, colocar roupas quentes e pegar sua bolsa, Margareth saiu escondida pelas janelas de seu quarto. Pulou e desceu por uma árvore próxima a sua janela. Se arranhou toda, mas valia a pena. Afinal, iria encontrar seu amor, sua vida! Quase sem folêgo, chegou ao local combinado. Uma paisagem deserta, cinza apática e de muita neve! Tímida ainda, viu Carlos parado, observando-a chegar. Já bem próxima dele...parou! Carlos afagou seu rosto com muito carinho, onde tirou um sorriso meigo dos lábios de sua amada. Meio tímida e sem graça, encolheu-se em teu afago. Carlos olhava para teus lábios e tinha um sorriso malicioso como: quem estava doido por beijá-los. Também era tímido e, seu sorriso meio de lado, mostrava o quanto. Carlos encostou-se, a sua testa e disse:
- Meu amor! Quantas saudades de ti! Você é tão linda que tua beleza me comove, me fascina! Faria qualquer coisa para estar sempre ao teu lado.
Margareth nada falou, estava muito emocionada para dizer qualquer coisa. O que ela mais queria nesse momento, e que ele a tomasse em seus braços e a beijasse muito! Carlos que era um garoto sensível e romântico, entendeu seus olhares e seu silencio. Aos poucos, foi encostando seus lábios ao dela, suavemente, delicadamente, sem pressa, sem desespero. Um leve toque e um doce beijo...O corpo de Margareth estremeceu. Sentiu-se fraca e Carlos amparou-a, segurando-lhe firme o rosto. Ainda dando-lhe um beijo suave, porem, marcante, doce, penetrante! Agora, ele a segurava pela cintura com uma das mãos, para mante-la próxima de si. A outra mão acalentava seu rosto para que não fugisses de teu beijo. E assim continuaram por alguns minutos, segundos...quem sabe?
Carlos e Margareth ficaram ali por algum tempo, apenas se beijando, pois esse beijo, mostrava o quanto se amavam e o quanto importava, para os dois, ficarem ali, se enroscando, numa linda dança das línguas...Estavam se saboreando, sem pressa, sem desespero, curtindo cada instante pequeno daquele...eterno beijo!

Simone Martins - 06/05/2011

Ps: Minha primeira participação no tema: Roteiro

Estrela Cadente!?


"Se a estrela cair, que seja bem no meio do meu quintal!"

Sentada na varanda,
De olho no céu,
Observando.
Tentando ver,
A chuva de Meteoros
Que hoje ira acontecer
Quem sabe fazer
Um pedido legal
Para estrela cadente
Acaso, venha cair,
Além do meu quintal
Se cair, vou ampará-la
E cuidar com muito carinho
Quem sabe, em agradecimento 
Ela atenda ao meu pedido
Estrelinha vem depressa
Que o sono não demora
Eu preciso que tu caias
Perto de mim nessa hora
Sentada na varanda
Ainda estou a esperar
As estrelas que irão cair
Lá no fundo, do meu quintal!





Simone dos Passos - 06/05/2011