segunda-feira, 4 de julho de 2011

Poeta solitario



Como me calar diante de ti.
Como não escrever o que sinto.
Olhar para a minha pena e reprendê-la?
Fechar o caderno com as paginas em branco.
Tentar não sentir o que diz meu coração.
Fechar-me numa grande concha sem som.
Calar-me diante do amor que sinto por ti?
Fechar-me para qualquer outra paixão.
Como não tentar encolher-me na solidão,
Quando vivo um amor cheio de ilusão.
Me diga o que devo fazer nesse momento.
Pois, eu mesma, não consigo me entender!

Simone Martins
04/07/2011


foto: GOOGLE-http://1.bp.blogspot.com/-6HQD6AOGxPE/ThJsRyZRCgI/AAAAAAAAArc/yb_KJ4xpVlk/s200/Solidao1.jpg

9 comentários:

Sonhadora disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sonhadora disse...

Minha querida

Já passei lá e gostei muito do poema...Beijinhos

Rosa

William Garibaldi disse...

Belo e vivo! Poeta grandiosa é vc Simone!
Sabe eu estou assim nesta situação.. meu coração grande... uma carruagem de abóbora! rsrs cabe tanta gente... mas acho que nào quero deixar de amar ninguém! rsrsr <3! Afinal amar, nào significa nem que precisamos ver a pessoa... só sentir!
Olha eu nào fiquei bravo nào magina!

Esta imagem que vc viu é meu Guardião! rsrsrrs um Exú muito danado de seresteiro!

Sim aquela é minha foto sim! rsrs eu tava indo pro ensaio da Vila Isabe, o enredo deste ano foi o Cabelo! Entào emperuquei-me! rsrsrrs

Que isso sou de boa!

Olha só.. que mais mesmo eu ia dizer.. perai!
Ah sim! Sobre aquela amiga bocuda, eu tenho visto sim e disse a ela! srrsrs ela levou na brincadeira...
nao consigo ficar bravo em efeito retardatário! hauhauahua!

Paulo Francisco disse...

Nas conchas somente pérolas!
Um abraço

Carla Fernanda disse...

Bom dia Simone!
Como não ou sim?
Carla

Ricardo Steil disse...

Desculpe a ausência...
Meu coração ainda está ferido
Por aquela
Que quero tanto bem

Su disse...

oi moça poetisa, espero que meu voto tenha ajudado...

passando pra deixar um beijinho de férias. Até a volta! Su.

C. disse...

Incontrolável nao dizer o que sentimos né amiga. Eu sou uma lava, saio dizendo tudo que sinto e penso. Só que você faz poeticamente, e lindamente.

Pode deixar vou voltar lá naquele blog da votacao e tentar votar, nao dá nada :)

Deixo uma brincadeira aqui pra você, caso tenha tempo em fazer.

Beijos no core!

Artes e escritas disse...

Se te sentes bem versando os sentimentos, continua porque o fazes muito bem. Um abraço, Yayá.