segunda-feira, 5 de setembro de 2011

Felicidade triste...


Amanheceu... Acordei feliz.
Mas sentindo falta de algo.
Doí meu peito. Não vou chorar.
Quero descobrir o que há.
O que acontece comigo?
Me sinto feliz!?
Mas também sinto, o vazio.
Minha alma esta limpa.
Meu coração tranquilo.
Então, porque sinto isso?
Coloco a máscara...
Preciso ser forte!
 Sinto tua ausência,
Falta de te-lo aqui.
Falta de poder contemplá-lo,
Encará-lo!
Talvez, seja esse  o motivo:
Ausência e saudades.
Tempos felizes, onde eu o tinha,
 Junto de mim...
Tempos incertos, outrora marcados,
 Pela tinta de minha pena.
Onde, trêmula e sem forças,
 Segurada pela mão fraca,
Deslizava por sobre o papel.
Agora, sinto um vazio...
Não posso estar contigo.
Sem você me sinto nada.
Sou um nada... de alma lavada!
Felicidade triste...que insiste!

Simone Martins
05/09/2011

Foto:GOOGLE 

15 comentários:

AquilesMarchel disse...

POR MAIS QUE AS VEZES AS COISAS CAMINHEM PARA UM ESTADO D ENÃO SOFRIMENTO NÃO BASTA
FALTA ALGO
SEM AMOR NAO SOMOS NADA


adorei saus rimas no comentario viu
poetisa

Lúcia Bezerra de Paiva disse...

Há quem pense que toda felicidade é alegre. Nem sempre, é este "algo" indefinido, que nos torna incompleto.Analisamos,refleetimos e, aí,percebemos que é simplesmente por uma ausência...o vazio precisa ser preenchido...senão, a tristeza não vai...
Suave e lindo, Simone, a sua escrita.
Beijinhos

Malu disse...

Nem todos os momentos FELIZES são aqueles que nos fazem rir, mas sim aqueles que deixam lembranças boas e tranquilas e que nos impulsiona para uma EVOLUÇÃO.
Abraços

Anne Lieri disse...

Si,uma poesia que emociona e que clama pelo amor que partiu!Realmente o amor preenche os vazios!Muito bonita poesia!bjs,

zelia maria disse...

Tudo explicado, saudade faz isso. zélia

Arnoldo Pimentel disse...

Quando nos sentimos assim talvez estejamos sentindo falta de nós mesmo e não percebemos.Beijos

Sonhadora disse...

Minha querida

como sempre a inspiração à flor da pele, adorei e deixo um beijinho com carinho.

Sonhadora

Carla Fernanda disse...

E isso dói, corta, arranca, corrói... até qu a gente morre Simone...e como aquela ave querida...renasce das cinzas para voar alto alegrando a paisagem do céu...
Beijos e boa noite!
Obrigada pela flor que me deu. Guardei!!
Carla

BLOG DE POESIAS DO PROFEX disse...

Simone, que bom amanhecer e sentir que estamos vivos! Pois amar é viver!
Grande abraço!

Catia Bosso disse...

Pois é! Quem disse que a solidão é um mal desnecessário? mas enfim...

Lindo post!

bjs meus

MARILENE disse...

Não são necessárias máscaras porque somos humanos. Passamos pela alegria e pela dor. Tudo é vida. A saudade que aguarda retornos é linda, mas aquela que alimenta desesperança, dói.
A felicidade é uma gota e serve de tempero quando a melancolia chega.
Certos vazios , inexplicáveis, também ocupam nossa mente e nosso coração. Sem que percebamos, logo estarão preenchidos.

bjs.

Yasmine Lemos disse...

Hoje é outro dia Si! sorria!
beijão

Vera Lúcia disse...

Olá Simone,
Uma ausência querida faz doer a alma.
Quando esta ausência é necessária ou definitiva, restam-nos as boas lembranças. Deixando o coração aberto, logo o vazio será ocupado, trazendo nova cor aos dias.
Belo texto poético.
Beijos.

Luiza França disse...

Simone flor, lindo e triste teu poema. Mas belo no sentir. Sentimentos que vem não sabemos bem de onde... mas que vão, e nem percebemos. A esperança é o que deve alimentar nossa alma, mais que a comida deve alimentar nosso corpo. Invocar sempre a misericórdia de Deus em nossas vidas, consultá-lo sempre em nossas decisões, ouvir nosso coração sempre e em todo o momento...

Fiquei muito feliz com teu comentário lá no blog!

Beijos grandes!
Luiza
www.barracodevidro.blogspot.com

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Oi querida amiga. Passando por aqui para matar a saudades e te desejar um ótimo final de semana. FIQUE COM DEUS. Beijo.