sexta-feira, 6 de janeiro de 2012

Árvore da Vida!

Yanni - Nightingale (rouxinol)

Powered by mp3skull.com

FOTO: GOOGLE

Um dia ela se viu plena.
Realizada. Feliz!
Criou suas raízes,
Fortificou-se com novos amores
Filhos que gerou dentro de seu ventre
Sementes doadas de puro amor.
Sentia-se poderosa, frondosa.
Como arvores em crescimento
Criou ninhos sob asas de pássaros
Que fizeram de ti... teu reino
O Sol ganhava-lhe as frontes
Aquecia seus galhos aos montes.
A Lua brindava a tua maestria...
Sentia-se única!
O tempo foi teu amigo
Mandava-lhe ventos favoráveis
Mandava-lhe o orvalho da manhã
Caminhava devagar, lento.
Ela pode então, crescer forte.
Criando teus filhos naturais
E acolhendo os bastardos
Sentia-se curada de toda doença
Raiz forte... Tronco firme...Beleza!
Mas um dia, tiraram-lhe o chão.
A arvore de tão alta e forte,
Teve um tombo assustador.
Quebrou-se em mil pedaços,
E na terra afundou.
Há quem conte nos dias de hoje,
Que tua semente, por terras viajou.
E onde quer que exista um poeta,
A arvore consagrou... Eternizou!
Rosa Azul
06/01/2012





22 comentários:

Carla Fernanda disse...

Lindo Simone!!
Que vingue sempre as boas sementes na vida da gente.
Querida,
Estarei de férias por um tempo.
Deixo antes meu carinho e meus agradecimentos por sua linda e especial amizade que me dá muita alegrias.
Vc me faz feliz!!

Beijos!!!

Amy KuroNeko disse...

Que poema lindo Simone!
Me emocionou, é uma arvore, mas bem poderia ser uma mulher.
Lindo.

Beijos.

Evanir disse...

Que a fé e a esperança anda de mãos dadas, bem juntinho de você.
Esta esperança é nossa esperança. É com esta fé em Deus que
estou para 2012.
É com esta fé que nós seremos capazes de transformar esse mundo se cada um de nos
fizermos nossa parte.
E a esperança não ilude, porque o amor de
Deus foi derramado sobre todos nos.
Esta luta do filho de Deus não anda de mãos dadas com renúncias e tristezas,
e sim de esperança num amanhã mais feliz.
Um feliz final de semana.
O primeiro de 2012.
Muita paz muito amor para você.
Beijos no coração.
Evanir..

Lucas Vinicius disse...

nossa,realmente muito lindo,parabens pelo blog e poemas,gostaria que você visita-se o meu blog para que você o critica se ele para mim.
http://apared.blogspot.com

Iasmin Cruz disse...

Oi, tudo bem?
O Refúgio das Palavras começa 2012 com grandes novidades e vim lhe convidar para conferir.

http://iasmincruz.blogspot.com/2012/01/novidades.html

Tenha um ótimo fim de semana.

edumanes disse...

Fantástica a natureza,
Tem tantas coisas linda
É sua filha a beleza
Que jamais será finda!

Muitos a tentam destruir,
Não olhando aos meios para atingirem os fins
Lutaremos para o não consentir
Contra os bandos de pessoas ruins.

Bom final de semana,
Um abraço
Eduardo.

FelisJunior disse...

Olá!Bom dia! Também, gostei do poema lindo!No contexto, o protagonismo... foram as sementes, por terras viajou, e onde quer q exista um poeta, árvore eternizou/consagrou...mas, também, podemos contextualizar pelo lado da nossa Vida em si: Por mais realizado, feliz, pleno, poderoso, forte...sempre temos que estar com os pés/raízes no chão...a humildade é muito importante!
Bom final de semana!
Beijos carinhosos!

Su disse...

moça poetisa, que lindo poema... emocionante de ler e sentir!

as sementes se espalham e brotam quando a amor, a vida nelas...

beijos e fica com Deus.

Su.

p.s.: fiquei feliz em saber que vai estar com a mesma turminha do ano passado, eu vou mudar, esse ano vou para o berçário.

Delano Alexandria disse...

"Eu deixarei que morra em mim o desejo de amar os teus olhos que são doces. Porque nada te poderei dar senão a mágoa de me veres eternamente exausto. No entanto a tua presença é qualquer coisa como a luz e a vida. E eu sinto que em meu gesto existe o teu gesto e em minha voz a tua voz. Não te quero ter porque em meu ser tudo estaria terminado.Quero só que surjas em mim como a fé nos desesperados, Para que eu possa levar uma gota de orvalho nesta terra amaldiçoada, Que ficou sobre a minha carne como nódoa do passado.Eu deixarei... tu irás e encostarás a tua face em outra face.Teus dedos enlaçarão outros dedos e tu desabrocharás para a madrugada. Mas tu não saberás que quem te colheu fui eu, porque eu fui o grande íntimo da noite. Porque eu encostei minha face na face da noite e ouvi a tua fala amorosa. Porque meus dedos enlaçaram os dedos da névoa suspensos no espaço. E eu trouxe até mim a misteriosa essência do teu abandono desordenado. Eu ficarei só como os veleiros nos pontos silenciosos. Mas eu te possuirei como ninguém porque poderei partir. E todas as lamentações do mar, do vento, do céu, das aves, das estrelas. Serão a tua voz presente, a tua voz ausente, a tua voz serenizada."

(Vinícius de Moraes)

Toda sorte de benção para você querida!

edumanes disse...

Obrigado pela sua visita,
De política porque falo
Sou contra a quem a pratica
Quando por interesse falso.

Eu, assim, escrevo
O seguidor é livre para responder
Se o comentário não mereço
Na mesma eu vou agradecer.

Somos livres de pensamento,
Para fazer nossas escolhas
Não queremos mais sofrimento
De esperanças verdes folhas.

desejo para você, feliz final de semana.
Um abraço
Eduardo.

Pedrasnuas disse...

É efetivamente a Árvore da Vida !!! UM belo poema ...exalta a Natureza/Mãe / Mulher... Gostei imenso!!!

Beijo gordo para ti!!!:)))

Iasmin Cruz disse...

Participe sim querida, te aguardo lá.

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida
"O tempo foi teu amigo
Mandava-lhe ventos favoráveis
Mandava-lhe o orvalho da manhã"...
Lindo demais e recortei para guardar...
Bjm festivo de paz

Antonio Rubilar B. Valente disse...

De tudo o que vejo e leio nessa minha viagem virtual de internet, entrando e saindo de sites,blogs, espaços e mais espaços(alguns "vazios" que nem se pode denominar de espaço)eis que encontrei UM que que me cativou e me tomou o precioso tempo.Devemos sempre ser assim na WEB...Transmitir algo de prazeroso e que nos faça refletir.Afinal,VIVER ainda é o melhor "donwload" que a nossa essência pode fazer.Um abraço amigo do BRASIL DA PENA,
Rubi Valente.

Lindalva disse...

Bom dia afilhadinha torta este escrito está merecedor de um Pena de Ouro...beijos e que deus abençoe a tu e aos teus!

Anne Lieri disse...

Simone,voltando devagar e colocando em dia as leituras!Começou bem inspirada,Rosa Azul, com essa belíssima poesia!Tb me emocionei com a analogia da árvore com uma mulher!Ficou maravilhosa!Bjs e um ano de boas sementes pra vc!

OceanoAzul.Sonhos disse...

Linda esta lenda da árvore que eternizou onde existem poetas.

beijinho
CVB

SOL da Esteva disse...

Simone

Bela forma de descrever, em Poesia, a vida duma Vida.
O ocaso, sempre aparece no fim dos tempos.

Beijos

SOL
http://acordarsonhando.blogspot.com/

Orvalho do Céu disse...

Olá, querida Simone
Simplesmente lindo!!!
Isso me aconteceu... Como me identifiquei com o seu poema!!!
Bjm de paz e alegria

CLEMENTE GERMANO MULLER disse...

Boa noite minha amiga Simone.
Maravilha de texto. Se cada um fizer a sua parte ainda poderemos viver num mundo muito melhor. Um grande beijo. FIQUE COM DEUS.

Maggie May disse...

As arvores mesmo que não frutifiquem dão sombra... Saudades de voce querida!

William Oliveira disse...

Que mítico este!
Muito BOM!
Vc tá cada vez mais inspirada mana!
Um beijo mágico de luz pra ti Sacerdotisa da Palavra!

William