domingo, 6 de maio de 2012

RECEBENDO VISITAS!



FOTO: GOOGLE
 
 
Aos meus amigos poetas...
Levanto a taça das palavras soltas
E bebo há honra dos seus versos
Em seus poemas feito vinho
Curtido pelo tempo
Bebo de suas poesias aveludadas
Champanhe que me aquece a alma
Amigos do coração
Que desvelam os véus da ilusão
Em linhas de sonhos e magia
Entretanto vivem de pé no chão
Porém semeiam a beleza
Na leveza de suas mãos
São almas inquietas
São almas de poetas
Tantos sabores diferentes
Nos versos de uma mesma safra!
Outras tantas já foram colhidas
Estão curtidas em nossas vidas
Tenho sede...
E bebo de cada linha
Independente da métrica
Da composição
É alimento, minha redenção.

"May Lu"

9 comentários:

edumanes disse...

Sua taça conter
O champanhe da vontade
Se o pudesse beber
Na fonte onde ele nascer
em plena liberdade
Que o corpo nos faz aquecer
de tanta beleza e felicidade
Não saber aonde a encontrar
Talvez esteja em lugar proibido
Com esse champanhe me embriagar
Junto dessa fonte adormecido.

Bom domingo
e obrigado pela taça de champanhe.
Estava uma delicia!
um abraço.
Eduardo.

M!h disse...

Que lindo *-*
Fiquei encantada!
Beijo
http://ins--piracoes.blogspot.com/

wcastanheira disse...

Belo momento grande hoemnagem a poesia e ao encanto de ser e fazer poesia, onde a magia e o doce prazer de compor para o bem das pessoas encanta aos corações, pra vc amiga bjos, bjos e bjosssssssssss

Yasmine Lemos disse...

Brindemos ! que a poesia seja sempre nossa fonte.
beijo Si!
tenha uma semana linda

jackie disse...

Muy lindo todo esto, Gracias por compartir,

Flavio Ribeiro disse...

Ola, Simone.
Que bom que voltou a receber comentários...

Muito lindo o poema que postou hoje! Valeu apena aportar aqui no seu blog e me emocionar!


Abraços, Flávio.
--> Blog Telinha Crítica <--

Carla Fernanda disse...

Lindo!!!!!!

Beijossssssssssss!!

Anne Lieri disse...

Uma poesia muito linda em homenagem a todos os poetas!Parabens pela escolha,Si!bjs e meu carinho!

pensandoemfamilia disse...

Muito lindo. Amei esta forma de expressar a veia poética e o sabor que nos são ofertados.
bjs