segunda-feira, 2 de maio de 2011

Carta ao filho que cresceu

4ª EDIÇÃO IMAGEM
Imagem da semana:
Projeto Sua Palavras

"A foto consegue me emocionar e me remete a outrora, dias felizes contigo, ainda bebe"

São Paulo, 02/05/2011
Ao meu querido filho
Que esta te encontre bem...


Meu querido filho, estou lhe escrevendo, pois senti uma dor muito forte no peito. Eu estava arrumando minhas fotos para dividi-las entre você e tua irmã. De repente ao me deparar com essa foto, em especial, as lembranças fluíram como se estivessemos ali, agora, naquele exato momento. A saudade de ti foi muita e, lembrei-me de como era bom estes tempos,em que eu o mantinha junto ao meu corpo.Junto ao meu peito! Podia passar-lhe segurança, carinho e conforto, através do meu abraço coladinho a meu corpo, tu dormias o sono dos anjos. Nossos corações unidos num só ritmo, num só batimento, num movimento de amor e de entrega total. Ficávamos horas ali, sem se preocupar com o tempo, com o mundo la fora. Adorava fazer-lhe cafune e vê-lo devagarinho, adormecer. Adorava sentir teu cheiro, um suave cheiro de talco, cheirinho de bebe...Você era tão pequeno mas tinha dentro do seu coraçãozinho, um amor imenso, amor por mim, tua mãe...Naquele tempo, eu podia protege-lo de tudo, bastava coloca-lo deitado em meu peito e acreditava que: nada o atingiria, só o meu amor, que também era imenso...Você ficava ali deitado quietinho, ouvindo-me cantar suas cantigas de ninar mais preferidas como: "Gato miau, saia já dai, nenem disse tchau e agora vai dormir"- Lembra-se? Você cantava ate pouco tempo, quando vinha me visitar e falar de seus filhos. E então, após tua partida, deito-me na cama e junto a nossa foto, volto as lembranças. Como seria bom se o tempo pudesse voltar atrás. Te-lo novamente em meus braços e vê-lo protegido. Meu anjo, meu filho, você cresceu, mas para mim, ainda continua sendo aquele bebe, daquela foto! Deitado em meu peito: descansando, dormindo, sonhando e, nunca sentindo...medo!

PS: estou lhe mandando uma copia da foto, para que toda vez que sentires medo, olhe para ela e lembre-se de tua Mãe e do teu colo que sempre será teu, tão somente, teu!

Simone Martins - 02/05/2011

4 comentários:

Anne Lieri disse...

Simone,como ficou comovente esse texto!Uma linda e emocionante participação!Seria mesmo bom demais poder ter os filhos sempre abraçados ao nosso peito!Bjs,

isa disse...

Simone,o Amor sem reservas,total,sem
"porquês" aos Filhos!
Lindo,tão lindo!
Beijo.
isa.

Aline disse...

Nossa sogrinha me emocionei lendo seu texto e fiquei imaginando eu com meus filhos e ai pensei que esses momentos vão voltar a acontecer quando tiveres seus netos perto de ti, para coloca los no seus braços e assim protegê-los...

PARABENS PELAS LINDAS PALAVRAS...
TE ADORO MUITO... MIL BEIJOS...

✿ chica disse...

Que coisa mais emocionante e tocante...

Ele ficará feliz!

Pena qu esses momentos deles pequenos passam tão rápidinho... Dá saudade mesmo! Linda participação! beijos,chica