terça-feira, 7 de junho de 2011

Fim de Tarde...



"Sozinha me sinto vazia e, de alma perdida!"


Fim de tarde.
Praia deserta,
Lua escondida.
Me lembro de ti
E fico perdida.

Não vejo estrelas,
O ceu esta nublado.
Meu coração partido,
Sofre entediado...

O silencio me invade,
Aperta minha alma,
E comprime o coração.

Sinto tua ausencia,
No triste fim de tarde.
Sem graça, sem charme!

O silencio se faz presente.
E a tua ausencia,
Me deixa descontente.

Ceu azul escuro,
Sem estrelas,
Sem Lua...

Desde tua ultima visita,
Fiquei confusa.
Estou so, entediada.
Me sentindo... vazia!

Simone Martins - 07/06/2011

9 comentários:

Roberta disse...

Oi Si!
Vim te desejar uma boa noite para que tenhas um dia muito feliz;)
Bjos
Roberta

Su disse...

Passei pra dizer Bom Dia!!! Linda sua poesia... embora tristinha... Te desejo então alegriaaaaa e abraço apertado! Beijinhos. Su.

Long Haired Lady disse...

o mar sempre foi meu companheiro em horas de solidão...

Carla Fernanda disse...

Fim de mais uma tarde que leva a outra nova manhã Simone querida.
Beijos e boas tardes!!
Carla

Anne Lieri disse...

Simone,andou mesmo sumida!Estava pra vir te visitar,pois a semana foi bem corrida!Como sempre,uma poesia muito comovente,de solidão e do vazio que ás vezes nos sufoca!Mesmo triste,linda!Bjs,

Yasmine Lemos disse...

O amor sempre retorna quando é bem recebido...beijo Si!
um lindo dia pra vc

Pedrasnuas disse...

Fim de tarde...fim de vida? entardecer? Tornar-se velha e cansada?

O teu comentário está curioso no sei lá...aquilo é um cacto...e foi fotografado assim mesmo...os rapazes é que são miniaturas...dá para enganar o olho...mas descreveste o que viste...pareceu-te fálico...e depois fui confirmar e efectivamente :))))

Beijinhos

C. disse...

Como doi amor nao correspondido!

Paulo Francisco disse...

Às vezes nos sentimos assim: sem chão, sem asas, sem barca, sem porto...
Um beijo grande