domingo, 3 de fevereiro de 2013

Replay (sem inspiração)

Amor de Perdição!

FOTO: GOOGLE

Entraste na minha vida
como que, de repente...
Com o consentimento dos deuses,
olhou-me tão docemente.
Senti naquele momento,
um sentimento sem explicação.
Viraste o meu tormento.
Bagunçaste meu coração!
Anos se passaram... Juntos estamos.
Nosso Amor evoluiu, amadureceu!
Mas acredito: não nos olhamos,
como quando nos conhecemos.
Seguimos o caminho do coração.
Respiramos o mesmo ar.
Dividimos a mesma paixão.
Mesmo sabendo que: "somos diferentes."
Entendemos que:
Amar não significa prender,
mas sim, deixar voar... Se perceber,
sem magoar ou se perder.
Teus olhos ainda me hipnotizam.
Não consigo desviar os meus.
Parece-me um castigo,
  amar como eu te amo.
Viver juntos, sentindo-se sozinho!
Solidão á dois...

Rosa  Azul
  15/01/2012

4 comentários:

Felisberto Junior disse...

Olá!Boa dia!
Amiganja
... a inspiração volta!
Penso que Amor não é um aprendizado, é um sentimento. Não existe um manual para o amor, não existe limite quando se ama...amor é troca, é complementação é se sentir bem nos braços de quem se ama.
Quando a gente perde esta magia, é sinal para pensar se vale a pena insistir ...
Bom retorno com a sua NET
Meu carinho
Bom início de semana!
Beijos

Paulo Francisco disse...

Um beijo

wcastanheira disse...

Entrastes na minha vida
como que, de repente...
Gostei, as vezes estes acessos até dão certo e nos surpreendem positivo ao coração, porém em outras arrasa à nossa alma, belo texto mais uma vez um mimo da tia Si pra nós, pra vcs bjos, bjos e bjossssssss

Yasmine Lemos disse...

Si! que poema real! é assim mesmo...bom dia flor
meu beijo e saudades